setaForma Espaço Ordem

ImagemAs formas configuram os espaços em que vivemos, determinam a configuração dos objectos à nossa volta e o modo como, com eles, nos relacionamos. As formas e os objectos, que estabelecem relações de volumetria, de distâncias,  de aproximação ou afastamento, de dimensão e de escala, para além das razões de funcionalidade que as determinaram, caracterizam e marcam os ambientes em que se inserem, e por conseguinte a noção e a sensação que adquirimos quando as confrontamos. Podem definir memórias e podem estabelecer identidades do local, das formas ou objectos que o ocupam ou da conjugação das formas e do espaço que conjuntamente determinam.

A configuração das formas é determinada por entidades elementares, de natureza geométrica  - pontos, linhas e superfícies.

A compreensão da dinâmica com que a configuração das formas nos transmite sensações de natureza espacial - que constitui um aspecto fundamental do âmbito do Urbanismo, da Arquitectura e da Construção em geral - passa pela descoberta e pela identificação do modo como as entidades geométricas determinam as formas.

Ao nível da compreensão das formas e dos espaços, mas sobretudo ao nível da intervenção e até da opinião fundamentada que os determina, o registo, a análise e a comunicação passa pelo desenho, com rigor, e com o carácter operativo que qualquer intervenção pressupõe.

O Desenho Geométrico está pois subjacente às diversas geometrias na arquitectura, na engenharia, no design e a sua compreensão e prática constituem um melhoramento significativo do desempenho, por sinal, em todas as áreas da actividade humana. 

Apesar do reconhecimento da importância da Geometria, a sua aprendizagem é em geral restrita a procedimentos sobre questões tipificadas, e segundo modos muitas vezes desactualizados. Será pelas mesmas razões que a aprendizagem, por exemplo da matemática é deficitária com as consequentes implicações, não só na matemática, mas nos tão desejados desenvolvimento e competitividade?

É neste âmbito que, como continuidade da abordagem conceptualizante de identificação dos elementos da forma com a sua expressão real no livro em relevo Forma-Espaço-Ordem que aqui se apresenta e desenvolve uma noção do Desenho sob o ponto de vista das suas componentes estruturais, subjacentes às suas funções de representação e de comunicação, e da sua função como instrumento de formulação de hipóteses e de registo de funções operativas, que as novas tecnologias, e em especial se baseada na imagem e na modelação geométrica tornaram ainda mais necessário compreender.

Abordar a representação da forma e dos espaços em que vivemos e dos objectos com que vivemos, a partir dos conceitos fundamentais da Geometria e a sua formalização através do Desenho Técnico baseado nos conceitos de projecção e de projecções geométricas planas, como a linguagem universal de registo e comunicação incluindo os aspectos gráficos da sua função comunicativa (traço e superfície), as suas componentes  como resultado de escolhas (selecção e exclusão), o traço  e a sua especificidade, ditou a construção deste sítio. seta